domingo, 16 de julho de 2017

Origens do Pompoarismo

A prática do pompoar, surgiu na Índia, segundo escritos antigos.
Encontra-se uma prática que em tudo se assemelha ao pompoar, no Tântra Yoga, uma vertente da Yoga, que considera o sexo, uma forma Divina de se chegar a plenitude, despertando a energia, Kundalini, que está adormecida, na base da coluna, no sacro. Confira também : curso de pompoarismo 2017

Para isso o casal praticava o acto sexual, sem que houvesse ejaculação por parte do homem, cabia a mulher mantê-lo excitado continuamente e para isso ela usava os movimentos de sua vagina, apenas.

Já no inicio do nosso século, gueixas japonesas e prostitutas tailandesas, usavam a técnica para proporcionar maior prazer aos seus amantes.

Treinavam suas vaginas com as contas de seus colares, percursoras das actuais Ben Wa, bolinhas orientais usadas para treinar os músculos vaginais. Foram as Tailandesas que começaram a usar a técnica para exibição, usando suas vaginas treinadas para fumar cigarros ou arremessar longe pequenos objectos.

Em 1976, no filme Império dos Sentidos, o mundo despertou para essa prática, vendo a atriz sugar e expulsar da vagina, um ovo cozido.
Em 1994, no filme Priscilla a rainha do deserto uma mulher atira uma bolinha na plateia durante uma exibição erótica.


Pompoarismo é uma técnica oriental antiga, utilizada por mulheres, que consiste em contrair e relaxar a musculatura do períneo, a fim de explorar com maior intensidade a satisfação sexual, tanto sua como de seu parceiro.

Os exercícios básicos consistem na contração vaginal e na sucção vaginal. Para o domínio da técnica são realizados com o auxílio dos ben-wa, que consistem em pequenas bolas ligadas através de um cordão de nylon, conhecidas também como bolinhas tailandesas (no caso das mulheres), e na contração na musculatura no esfíncter e dos músculos do períneo (no caso dos homens).

O pompoar, no caso dos homens, está relacionado a levantar pequenos pesos, contraindo a musculatura do pênis a fim de obter melhores resultados sexuais.

Movimentos básicos

Chupitar - consiste na sugação peniana assemelhando-se a uma chupeta infantil.
Estrangular - aperta o pescoço da glande com um dos anéis vaginais.
Expelir - o corpo do pênis é forçado ficando somente a glande no interior da vagina.
Ordenhar - massagem no pênis ordenada, utilizando os anéis vaginais.
Sugar - somente a cabeça do pênis é introduzida na mulher, que tentará sugar o corpo do pênis.
Torcer - aperta-se os anéis vaginais torcendo-os.
Travar - a saída do pênis é impedida pela contração vaginal.
Capar - os anéis vaginais comprimem a glande aumentando a concentração de sangue para romper os corpos cavernosos causando impotência.



Pompoarismo: aprenda com as tailandesas
Sexo monótono. Essa é uma das tristes realidades que assombram as mulheres no novo milénio.

Quem diria que depois daquele espírito "liberou geral" da revolução sexual dos anos 60 a prática do sexo iria tornar-se uma rotina bocejante... Infelizmente, naquela época as pessoas confundiram a necessidade sexual de ser amado, tornando-se na maioria "consumidores sexuais". E hoje elas não estão só sexualmente confusas, mas também perdidas num horizonte cultural incapaz de dar-lhes sustentação espiritual, permanecendo somente um grande e tedioso vazio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Origens do Pompoarismo

A prática do pompoar, surgiu na Índia, segundo escritos antigos. Encontra-se uma prática que em tudo se assemelha ao pompoar, no Tântra Yog...